Dia nacional do teste do Pezinho – 06 de Junho!

 

dica de saúde-06-06-15-teste pezinho

 

20130903093847329721a

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Diretrizes Reabilitação da Pessoa com Acidente Vascular Cerebral

diretrize avc

 

O objetivo da diretriz é fornecer orientações às equipes multiprofissionais de Saúde especificamente quanto aos cuidados em reabilitação, considerando as alterações físicas, auditivas, visuais, intelectuais e emocionais das pessoas que sofreram AVC.

Segundo o Relatório Mundial sobre a Deficiência, publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em parceria com o Banco Mundial, em 2011, mais de um bilhão de pessoas no mundo convivem com algum tipo de deficiência. Esta é considerada uma questão de direitos humanos, porque essas pessoas enfrentam desigualdades, por exemplo, quando não têm acesso igualitário aos serviços de saúde, educação, emprego ou participação política em função de sua deficiência.

Essa afirmação exige atenção aos cuidados para que esses indivíduos possam ser atendidos considerando todas as suas necessidades. A Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência destaca, entre outros aspectos, a reabilitação.

Nesse sentido, enfatiza que os Estados partes devem adotar medidas efetivas e apropriadas para possibilitar que as pessoas com deficiência conquistem e conservem o máximo de autonomia e plena capacidade física, mental, social e profissional, bem como plena inclusão e participação em todos os aspectos da vida.

Para tanto, deverão ser organizados, fortalecidos e ampliados serviços e programas completos de reabilitação, além da promoção da capacitação inicial e continuada de profissionais e de equipes. Segundo dados da World Stroke Organization (Organização Mundial de AVC), um em cada seis indivíduos no mundo terá um AVC ao longo de seu curso de vida. Tais dados chamam atenção para a importância de ações voltadas à vigilância à saúde dessas pessoas, tanto no sentido de reabilitação quanto de prevenção e promoção da saúde, a fim de favorecer a qualidade de vida da população.

Estas informações sustentam a importância dos cuidados à pessoa com AVC no tocante às suas necessidades nos diferentes níveis de atenção do Sistema Único de Saúde (SUS). Em face destes dados, faz-se imprescindível a todos os profissionais de Saúde o conhecimento sobre os aspectos conceituais, epidemiológicos e preventivos do AVC, com o foco no desenvolvimento de metas voltadas para o cuidado dessas pessoas.

diretrizes_atencao_reabilitacao_acidente_vascular_cerebral

Faça o download:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diretrizes_atencao_reabilitacao_acidente_vascular_cerebral.pdf

Marcha do Paciente com Hemiplégico – Pé Equino

marcha hemiplégica

A hemiplegia, sequela do AVE, pode ser definida como uma paralisia ou paresia que afeta um hemicorpo contralateral à área da lesão afetada no cérebro e é caracterizada pela perda do controle motor. Essa alteração da função motora pode levar a déficits na coordenação dos movimentos, fraqueza de músculos específicos, falta de mobilidade entre estruturas da cintura escapular, tônus anormal, ajustes posturais e movimentos sinérgicos anormais (BOBATH, 2001).

A maioria dos indivíduos que possuem uma hemiplegia decorrente de um AVE, ao final da fase flácida, ocorrida imediatamente após, apresenta certo grau de espasticidade, caracterizado por aumento da resistência ao movimento passivo dependente da velocidade e associado à exacerbação dos reflexos tendinosos.

Atinge a musculatura flexora dos membros superiores e extensora dos membros inferiores, mantendo extensão e rotação interna do quadril, extensão do joelho, com flexão plantar e inversão do pé. Uma espasticidade grave impede os movimentos normais, a moderada permite que tenha algum movimento, mesmo que lento, e a espasticidade leve deixa que o indivíduo mantenha uma coordenação razoavelmente normal para realizar amplos movimentos. A fisioterapia preconiza a inibição da atividade reflexa patológica para diminuir essa alteração do tônus e facilitar movimentos normais, que, por sua vez, vão inibir a espasticidade (TEIVE; ZONTA; KUMAGAI, 1998; DAVIES, 1996; TEIXEIRA et al. 2000).

Fonte: http://www.upf.br/seer/index.php/rbceh/article/viewFile/1531/pdf

tornozeleira de neoprene

Luxação no Quadril e Dor Profunda

A luxação do quadril ocorre quando a cabeça do fêmur sair da sua localização anatômica dentro da cavidade da pelve (acetábulo). Estas duas partes formam a articulação do quadril.

bigstock-Hip-dislocation-Alila
Causas
A luxação do quadril é relativamente rara e é acompanhada por lesões graves.Esta lesão geralmente ocorre junto com fraturas pélvicas.

Quadril normal é estável e forte. Um deslocamento do quadril pode ocorrer apenas se é aplicada uma força violenta, por exemplo como uma grave queda, especialmente se de uma altura, no caso de acidente de carro ou moto.

 Os sintomas

Os sintomas incluem dor no quadril, principalmente quando você tentar mover a perna, você também sentir dor ou dormência ao longo da área inervada pelo nervo ciático (parte de trás da coxa) se os tecidos estão pressionando o nervo ciático. A parte inferior do lado afectado aparece mais curto do que o outro.O quadril parece deformado.

 

Diagnóstico
O médico examina os sintomas, a forma em que ocorreu o acidente e examinar todo o membro inferior. Os testes instrumentais mais adequados são a radiografia e a tomografia computadorizada.

Tratamento

A primeira coisa a fazer é reduzir o deslocamento, o cirurgião ortopédico deve manipular o quadril para colocá-lo de volta em seu local anatômico. Objetivo é o alinhamento articular do quadril com o fêmur.
Pode ser dado alguma medicação para relaxar. Se a redução não funcionar, você pode precisar de cirurgia.

Postura correta durante a leitura!

como_sentar

Veja a postura correta que um leitor deve ter:

1. Procure uma cadeira confortável na qual toda coluna fique apoiada. Nenhuma parte deve ficar sem suporte! Coloque um travesseiro entre o encosto e sua coluna, se necessário!

2. Não escolha uma cadeira muito alta, de modo que os pés fiquem “balançando”, pois o ideal é que fiquem apoiados no chão para que a parte inferior da coluna não se sobrecarregue.

3. A mesa também deve estar de acordo com sua altura, de maneira que seus braços formem um ângulo de 90 graus quando apoiados na mesa.

4. Vá para um lugar calmo! Se o espaço onde a cadeira e a mesa que escolheu ficam em um ambiente tumultuado, mude-os de lugar ou opte por outro local!

5. Nunca leia no escuro, pois isso prejudica os olhos! Vá para ambientes claros ou bastante iluminados. Preocupe-se também se está arejado!

6. Não enrijeça seus ombros, deixe-os relaxados!

7. Se houver um suporte para o livro com inclinação de 40 graus, será o ideal, para que não dê dores no pescoço. Mas se não tiver, procure fazer exercícios: leve a cabeça para cima e para baixo e de um lado para o outro, contudo, sem forçar!

8. A cada duas horas lendo, tire de 10 a 15 minutos de descanso. Movimente braços e, principalmente, pernas!

Lembre-se que a leitura é um ato prazeroso, mas também de necessidade!

posiçao-correta-de-sentar

Leitura é um momento para relaxar, mas não podemos relaxar a postura!

Postura e equilíbrio com bola!

KAT_8799-0Como trabalhar postura, equilíbrio, consciência corporal e correção postural.

Veja a utilização da bola como banco. Melhorando a percepção da postura sentada e erecta.

Favorecendo o fortalecimento da musculatura do tronco e reação de endireitamento do tronco.

Experimente trocar sua cadeira e banco pela bola. Veja como a sua postura vai melhorar!

maritza

 

Antiderrapante… saiba mais sobre a sua utilidade no dia a dia!

images (13)

Benefícios:

– Serve para manter o posicionamento do objeto e evitar a queda.

– Favorece pessoas que apresentam movimentação involuntária de membro superior. Auxilia durante a execução das atividades, deixando o objeto em uso melhor posicionado.

Vantagens:

– Material de fácil higienização

– Lavável

– Baixo custo

Formas de uso:

– Colocado em baixo do prato durante as refeições.

– Pode ser usado em baixo da tábua de cortar alimentos. Mantendo a estabilidade da tábua durante o preparo dos alimentos e o uso da faca.

– Colocar em baixo dos brinquedos evitando o deslisamento. Favorecendo o brincar de crianças que estão em aquisição de coordenação motora e apresentam movimentação involuntária de membro superior.

– Pode ser colocado na forração do acento da cadeira, quando a pessoa com deficiência escorrega com facilidade da cadeira.

– Antiderrapante pode ser colocado dentro da banheira, quando o bebê escorrega com facilidade. Para ajudar no posicionamento da postura sentada.

jogo-americano-anti-derrapante-14411-MLB4309087086_052013-O