Workshop: O bebê de risco avaliação e intervenção

Rede Lucy Montoro recebe, no Instituto de Medicina Física e Reabilitação (IMREA) Vila Mariana, o Workshop “O bebê de risco – avaliação e intervenção” nos dias 21 e 22 de abril.

O objetivo do workshop é promover um entendimento de como os bebês se desenvolvem em relação aos contatos com seus pais, cuidadores e o meio ambiente utilizando o conceito e os princípios Neuroevolutivo – Bobath. Organizado pela Abradimene e pela Inclusão Eficiente São Paulo, o workshop contará com palestras das profissionais da Saúde Sakae Yokota (fisioterapeuta), Oacy Veronesi (terapeuta ocupacional) e Regina Donnamaria Morais (fonoaudióloga).
Serviço:
Workshop “O bebê de Risco: Avaliação e Intervenção”
Carga-horária: 16h
Investimento: R$ 960,00 para o público em geral ou R$ R$ 800,00 para funcionários da Rede Lucy Montoro
Público-alvo: Fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos (as), devidamente inscritas em seus conselhos profissionais.
Certificação: Abradimene
Local: IMREA Vila Mariana
Endereço: Rua Diderot, nº43 (próximo ao metrô Chácara Klabin).
Inscrições: goo.gl/t5d3gf

Para mais informações, acesso o site a Inclusão Eficiente acessando este link.

Sensibilidade, textura e cores… criatividade para uma brincadeira perfeita!

Fazendocommamae-6

Material:

– areia, grão de arroz ou grão de canjica

– tinta guache ou corante

Como fazer:

– Faça o tingimento dos grãos deixe secar e separe em saquinhos

Como brincar:

– Ofereça os grãos para criança

– Deixe que manipule, explore e sinta os grãos

– Trabalhe a criatividade deixando que decida a brincadeira

– Você pode sugerir de misturar as areias pegando com a colher e depois fazer com a mão para perceber textura áspera

– Ela pode fazer desenho usando areia, permita que espalhe com os dedos em cima de um tabuleiro.

Toque entre pais e bebês ajuda no desenvolvimento motor da criança

Esse contato físico também estabelece vínculo e estimula a produção de leite, mesmo que o neném não consiga sugar o alimento

Contato físico entre pais e bebês ajuda no desenvolvimento físico e motor da criança. Como Será? (Foto: Globo)Contato físico é capaz de estimular a produção do leite materno (Foto: Globo)

O toque entre os pais e recém-nascidos é mais importante do que a gente pensa. Ele ajuda e muito no desenvolvimento físico e motor da criança, sendo ainda mais importante para aqueles que nascem prematuros! Por isso, existem iniciativas que chamam a atenção para esse gesto tão simples e ao mesmo tempo tão poderoso, como o projeto Canguru, da rede pública de saúde do Rio de Janeiro.

As mães internadas na ala canguru passam o tempo todo com o bebê, lado a lado. Entre os vários benefícios esse contato estabelece vínculo e estimula a produção de leite, mesmo que o bebê não consiga sugar o alimento.

 — Isso é muito importante porque não é fácil produzir leite estando nesse cenário, vendo seu neném ali, com todos os temores que cercam o neném na UTI. Então, essa possibilidade de você botar pele na pele faz toda a diferença — explica a coordenadora do Centro de Referência Método Canguru, Nicolli Gianini (assista ao vídeo ao lado).

O contato entre pais e bebês não é importante só para os que nascem prematuros. Grávidas e mães podem aprender a Shantala, massagem oriental que também valoriza a importância do toque na relação entre pais e filhos. A técnica pode ser aplicada a partir do momento do nascimento e pode ajudar a curar e até prevenir problemas de saúde nos bebês. A massagem também deve ser praticada pelo pai do neném porque ajuda na construção da relação entre os dois. A interação não tem contraindicações e só traz benefícios para toda a família.

— A Shantala é um momento do dia onde eu me forço a parar. Eu tenho prazer… É um relaxamento meu também. A gente se beneficia desse momento também, não só o bebê — conta a jornalista Antonia Leite Barbosa, mãe do Lucas.

Fonte: http://redeglobo.globo.com/como-sera/noticia/2015/10/toque-entre-pais-e-bebes-ajuda-no-desenvolvimento-motor-da-crianca.html

Estimule as operações matemáticas brincando!

Fazendocommamae-13

Material:

– rolo de papel higiênico

– sulfite colorido

– palito de sorvete

– canetinha

Como fazer:

– Escreva número de 1 a 7 nas folhas de sulfite colorido

– Forre cada rolinho de papel higiênico com um número

– Nos palitos de sorvete escreva a sentença matemática sem resultado. Você pode fazer de soma, subtração, divisão e multiplicação.

Como brincar:

– mostre os palitos de sorvete com as contas

– peça para que faça a conta mentalmente

– se tiver dificuldade pode montar a conta no papel

– depois de falar o resultado, deve colocar dentro do número correspondente

Estimulação sensorial tátil!!

Fazendocommamae-12

Material:

– saco plástico com lacre de abrir e fechar

– gelatina de cores diferentes

Como fazer:

– faça gelatina em consistência dura

– coloque a gelatina dentro do saco plástico

Como brincar:

– Deixe que a criança tenha curiosidade de experimentar livremente

– Avalie sua reação e sensação (agradável ou desagradável)

– Deixe passar a mão e apertar.

– Essa é uma importante vivência sensorial

Vamos brincar de cozinhar?

Fazendocommamae-14

Essa brincadeira ajuda a trabalhar coordenação motora e força das mãos. É uma atividade preparatória de antecipação de estimulo para independência para alimentação. Uma forma lúdica de simular o ato de comer. Estimulando a coordenação de pegar os grãos com a colher e levar até o outro recipiente sem deixar cair.

Material:

– Balde

– Grãos de feijão, arroz, lentilha, pipoca e outros

– Pá ou colher de plástico

Como fazer:

– separe duas vasilhas e em uma delas coloque os grãos e deixe a outra vazia.

Como brincar:

– Você pode sugerir a brincadeira de cozinhar e fazer comidinhas.

– Trabalhar o lúdico e elaboração de fantasia desse momento.

– Sugerir que faça comidas para suas bonecas, bonecos, ursinhos e animais de pelúcia.

– Ela pode brincar de dar a comida ou papa para as suas bonecas.

 

Vamos construir um jardim sensorial?

Fazendocommamae-18

Material:

– tinta guache verde

– vasilha com tampa

– brinquedos de plástico para composição do jardim: borboleta, joaninha, árvore, passáros e etc.

Modo de fazer:

– Dilua tinta guache com água e jogue em cima do arroz, mexa até todos os grãos ficarem  verdes e deixem secarem.

Como brincar:

–  Depois que os grãos estiverem secos, coloque na vasilha

– Agora você pode chamar as crianças para brincar e montar o jardim

– Peça para que coloque as figuras que compõe o jardim

– Crie uma história vai ficar muita mais divertido

– Faça brincadeiras para esconder e achar as borboletas. Será uma ótima experiência para vivência sensorial tátil com grãos.