Como estimular o bebê para comer sozinho?

shutterstock_86005123

Ai! Que fome!!!

A alimentação nos primeiros anos de vida é essencial para o desenvolvimento saudável da criança.

O aleitamento materno exclusivo é de fundamental importância até pelo menos os seis primeiros meses de vida, pois além da grande quantidade de nutrientes presentes no leite materno, a mãe transfere para o bebê uma proteção natural contra doenças.

Todos os bebês precisam de afago. Essa ligação emocional forte e precoce pode facilitar o desenvolvimento da criança e seu relacionamento com outras pessoas. Mais tarde, ela já começa a se alimentar de sucos, frutas, papinhas, sopas e, nessa fase, também é importante manter a interação e a comunicação. A transição do alimento líquido para o pastoso e, depois para sólido é importante para o desenvolvimento do bebê, assim como atentar-se para as cores e texturas dos alimentos.

Nesses momento, formam-se os hábitos alimentares, higiênicos e sociais. Além disso, é uma atividade especial para observar e acompanhar seu desenvolvimento. O bebê passa a demonstrar seus gostos, a experimentar diversos sabores, temperaturas, texturas, a comer sozinho, a se comportar de diferentes maneiras diante da comida (quando está com fome ou não, quando já está comendo ou quando já comeu) e, quando estiver maior, a manusear talheres.

Antes disso, há uma situação bastante comum, que é a de manusear talheres. Segurar, passar a Mao e reconhecer texturas também contribuem para o processo de estimulação tátil e aquisição de conceitos. Cuidado especial deve ser dado à temperatura e ao tamanho das partes do alimento, para evitar queimaduras e engasgo.

Bebês comer com as

Dicas

– Use de preferência copinhos com tampas e furos.

– O uso de qualquer bico pode trazer dano à saúde da criança, desde infecções até a má formação da arcada dentária.

– Observe o local onde a criança se alimenta, não deixe deitada sozinha tomando líquidos.

– Ofereça à criança o almoço/jantar e observe como ela se comporta.

– A partir dos nove meses, ela consegue separar os dedos ativamente, podendo controlar o alcançar, o pegar e o soltar, inclusive fazendo movimento da pinça. Então, é importante dar-lhe alimentos que possa comer com as mãos (por exemplo banana) e oferece colher e copo plástico para alimentar-se sozinha.

– Aos 12 meses, alguns bebês já são independentes para executar essa tarefa. Perceba como seguram o copo, a colher. Observe também se seguram sozinhos ou se precisam de ajuda.

– Veja como a criança consegue se manter posicionada ao alimentar-se.

– Verifique também se é um bebê ativo, ou seja, se inicia a interação “pedindo” algo para você e se dá sequencia quando você lhe “pergunta” algo.

– Uma atividade que você provavelmente já vivenciou com os bebês é pegar várias vezes do chão um objeto (por exemplo, colher ou molho de chaves) que ele joga quando está sentado em um cadeirão ou no colo. Nessa atividade, uma série de experiências se processa, e a aprendizagem ocorre. Ele brinca com o som da colher no chão, observa a altura de que o objeto “despencou” e fica muito feliz com sua atenção quando você entrega de volta, em sua mão, o objeto que caiu. A situação de alimentação pode se contribuir em um verdadeiro laboratório de experiências para os bebês.

incentivar-a-independencia-do-seu-filho

Fonte:

Livro: Desenvolvimento de bebês

Autor: Claudia M. Simões Martinez (demais autores)

Editora: Edufscar

XVII Simpósio Internacional de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva

sifr-28042014

Em 2014, a ASSOBRAFIR realizará o XVII Simpósio Internacional de Fisioterapia Respiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva e Salvador foi a cidade escolhida para recebê-los. Há 30 anos, o SIFR é um importante meio de disseminação do conhecimento científico de reconhecida qualidade, estando inserido no cenário dos grandes eventos mundiais.

O XVII SIFR terá o tema “Movimento, tecnologia e excelência profissional: a funcionalidade em foco”. Com este foco, estamos trabalhando na construção de uma grade cientifica composta por grandes nomes nacionais e internacionais.

A estrutura do evento será formada com as demandas que nos são encaminhadas pelos associados ASSOBRAFIR, abordando os temas mais relevantes das nossas especialidades, não restando dúvidas de que será marcado pelo elevado nível cientifico aliado a um agradável ponto de encontro entre profissionais de todo o mundo, num clima aconchegante, elegante, alegre e bem baiano.

E Salvador é o lugar ideal para quem quer conhecer a história, a arte colonial, a culinária, a alegria, a energia e o axé do povo baiano. Caminhando pelas ruas da cidade, curtindo cada passo, você poderá sentir o sabor e o ritmo da Bahia. E nossa cidade está honrada em sediar o maior e mais importante evento da Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva.

Esperamos vocês, com muita alegria e disposição, para aproveitarem cada momento, atualizando-se, confraternizando e, sobretudo, contribuindo para o crescimento e valorização da nossa profissão. A presença de cada um de vocês é o diferencial desse grande evento!

img_292230011426

Brincadeiras de Festa Junina!

Veja algumas idéias de brincadeiras divertidas para trabalhar o contexto e a comemoração da Festa Junina. Entre nessa diversão na escola ou em casa. As crianças vão se divertir!

  • Passa Chapéu

1

 

  • Ovo na colher

2

 

  • Estoura balões

5

 

  • Achei o meu par de sapatos

8

 

  • O pé da cadeira

6

 

  • Cadê meu par?

11

 

  • Pesca com a peneira

3

 

  • O pé da cadeira

6

 

  • Bola na lata

 

9

 

  • Pula Fogueira

 

13

 

  • Sapatos de lata

10

 

Fazendo com a mamãe: Desenvolvendo coordenação motora fina

13371_249824711827936_2073186300_n



 

Fazendo com o papai e a mamãe:

Veja como é fácil desenvolver a coordenação motora fina de seu filho:

Você vai precisar:

1- Criatividade

2- Tempinho para estar ao lado do seu filho

3- Um pratinho de isopor

4- Palitos

Como fazer:

  • Escolha um desenho! Faça os furos com alguma ferramenta cortante.
  • Trabalhe figuras: geométricas, números e letras.
  • Procure escolher o desenho que está aprendendo na escola.

Variação:

  • Dar um pratinho sem desenho e pedir para criança fazer a figura. Importante para observar capacidade de reprodução, coordenação viso motora e noção espacial.
  • Pedir para fazer desenho e você tentar descobrir. Trabalhando: o faz de conta, imaginativo e o criativo.

Dica importante!

Você pode pedir para criança trocar os dedos, fazendo o movimento de pinça (oponência) com todos os dedos da mão!

Organização da sala de aula para crianças de 2 a 3 anos

 

 

at-011210_frames05_rect540

Sugestões de materiais para as salas de aula de crianças de 2 a 3 anos:

  • Mural para colocar lembretes, convites das festas de aniversários das crianças, bilhetes, sugestões de leitura ou registros de passeio ditados pelas crianças e escritos pela professora.
  • Cantos diversos:

– de brinquedos e jogos, organizados de acordo com os usos das crianças;
– ambientados para o jogo de casinha e dos demais jogos de faz-de-conta preferidos da turma;
– com locais reservados ou reversíveis para momentos de repouso, sempre muito flexíveis nos primeiros anos de vidas;
– confortáveis, forrados com tapete, placa de E.V.A. ou outro piso confortável que permitam a acomodação das crianças em roda para o bate-papo diário;
– com materiais de construção: blocos de madeira, caixas de papelão, lego, monta-tudo e outros;
– com bonecas e seus acessórios: mamadeira, fraldas para trocar, banheira, sabonete, toalha, pente, roupas etc;
– com mesas e cadeiras para atividades que requeiram uma acomodação diferente e permitam práticas como desenho, modelagem com massinha etc;
– com livros de histórias, poesias, cantigas etc;
– com tapete, esteira, almofada ou outro piso que delimite o espaço e transmita uma sensação de conforto.

cantinho

  •  Local para pendurar mochilas e pertences pessoais devidamente identificados.
  •  Mural para os recados da professora: lembretes, restrições alimentares das crianças, recomendações para o preparo de mamadeiras, receita médica de alguma criança etc.

cantinho3

I Congresso Brasileiro de Fisioterapia Aquático

congresso aquaticoA ABFA promoverá nos dias 5, 6 e 7 de setembro de 2014, na cidade de Florianópolis-SC o I Congresso Brasileiro de Fisioterapia Aquática da Associação.
A programação completa, valores, local, transporte e hospedagem estão disponíveis e podem ser visualizados nos links ou em NOTÍCIAS.
Acesse ainda as normas para inscrição de trabalhos.
Maiores informações pelo e-mail
abfaquatica@gmail.com .

http://abfaquatica.com.br/index.php